O FC Porto venceu o Paços de Ferreira por 0-1 no Estádio da Mata Real e passou a contar com uma vantagem de seis pontos na liderança do campeonato, aproveitando a derrota do Benfica no Estádio dos Barreiros.

Sérgio Conceição, que não pode contar com Sérgio Oliveira que cumpriu castigo depois de ter completado um série de cinco amarelos, fez regressar Danilo à titularidade do jogo. Foi uma das três alterações dos 'dragões' face à partida da última jornada, com a entrada de Manafá e Uribe para o onze titular para a saída de Tomás Esteves e Luis Díaz.

A partida começou calma, mas o FC Porto sorriu na primeira grande oportunidade que teve na partida, quando após canto à direita, Ricardo Ribeiro faz defesa incompleta ao cruzamento e a bola acabou por sobrar para Mbemba, que em posição frontal para a baliza, não desperdiçou e inaugurou o marcador aos sete minutos de jogo.

O jogo continuou calmo, com a bola a passar muito tempo na região do meio campo da partida e com as duas equipas a não conseguirem chegar com perigo à grande área do adversário. O único remate à baliza do Paços de Ferreira surgiu por Hélder aos 34 minutos, mas Marchesin agarrou o esférico, ainda que a dois tempos.

O jogo chegava ao intervalo com uma resultado que premiava a eficácia de 100 por cento dos 'azuis-e-brancos' que na única oportunidade de golo chegou ao golo da partida.

As equipas regressaram dos balneários sem mudanças nos onzes, mas com um Paços à procura do golo do empate e que contou com a primeira ocasião de perigo aos 49 minutos, quando Pedrinho cruzou da direita para Luiz Carlos ultrapassar Manafá e atirar da baliza do FC Porto.

Os 'castores' começavam a crescer na partida, com Pepa a fazer entrar Uilton e Adriano Castanheira aos 60 minutos. Aos 66' o Paços viu o 1-1 muito perto, mas esbarrou em Marchesin que defendeu o (grande) remate acrobático de Luiz Carlos.

Os 'dragões' ficaram perto de ampliar o resultado aos 76 minutos, quando Luis Díaz, após desentendimento na defesa dos pacenses, ficou frente-e-frente com Ricardo Ribeiro, mas viu o guardião defender o esférico.

Ao minuto 86 o Paços voltou a causar 'arrepios na espinha' do Dragão, com Jorge Silva a obrigar Marchesin a uma grande defesa, depois de um remate do meio da rua.

Já em cima do minuto 90, jogada de contra-ataque do FC Porto, com Vitinha a levar o esférico pela esquerda e a passar para Marega que atira ao lado da baliza pacense, graças a corte de Oleg. Fábio Vieira ainda pareceu junto ao poste, mas não chegou a tempo de encostar e matar a partida.

Com um resultado melhor que a exibição, o FC Porto passa a somar 70 pontos e dobra a vantagem na liderança do campeonato de três para seis pontos, depois da derrota das 'águias'. Já o Paços de Ferreira soma a segunda derrota depois da retoma da Primeira Liga e pode ver a vantagem para a linha de água cair dos sete para os quatro pontos, em caso de vitória do Portimonense.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.