Bruno Fernandes, médio do Sporting, concedeu entrevista à Sporting, onde falou de vários temas da atualidade.

Temperamento de Acuña

"Já tivemos várias vezes esta conversa, o treinador falou com os capitães. Foi o que lhe disse, se tirarmos isto ao Acuña é tirar-lhe tudo. Ele vive disto. É aquela alma, coração, crer e vontade que faz dele um jogador diferente. Às vezes exagera, mas é do calor do jogo, eu próprio reclamo muito mas é com o calor do jogo. Desde muito novo, mesmo na formação, todos me reconheciam por ser um jogador chato, sempre a falar e reclamar. E com os meus companheiros só reclamo quando sei que conseguem fazer mais, não com um que sei que não tem capacidade para fazer melhor do que fez naquele momento. Já tive esta conversa várias vezes, principalmente com o Raphinha, 'se estou a reclamar contigo é porque sei que consegues fazer melhor'. Se for outro na tua posição se calhar não vou dizer nada porque sei que não tem qualidade para fazer mais, mas tu tens para fazer mais e melhor. Se achar que for uma falta de concentração, sempre que errares, ou por outro motivo, vais ter de levar comigo."

A curiosa história sobre Borja

"Estive em Itália e tive vários companheiros que já estavam no clube há uns anos, ou que eram do país, e sempre me ajudaram, principalmente com as pequenas coisas, que se calhar em Portugal não damos importância mas para eles são. Por exemplo, o Borja qualquer coisa que precisa está sempre à minha procura. No outro dia pediu-me para que fosse comprar-lhe uma máquina de barbear. Uma coisa simples, ir a um centro comercial... Mas são coisas que para eles talvez são difíceis, porque têm de entrar em sítios que não conhecem; a língua apesar de ser parecida não é fácil de falar. Nesses pequenos pormenores tento ajudar, porque sei a dificuldade que é estar fora do país. Mais que ser capitão é ser companheiro de equipa. É algo que acho que deve haver em todas as equipas. A entreajuda não pode ser só dentro de campo, as equipas constroem-se a partir do balneário", frisou o médio.

Época do Sporting

"Negativa acho que não podemos dizer. Duas taças e o 3.º lugar, que não é o que queremos, mas conquistando duas taças já é algo de positivo. A ambição do Sporting passa por ser campeão, e se não o for ir a Liga dos Campeões. Não conseguindo esses dois objetivos, ganhar as taças e ficar em 3.º é o mínimo que temos de exigir."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.