O Benéfica continua a negociar o naming do estádio da Luz. Este é um processo com muitos anos mas, até agora, não chegou nenhuma proposta que satisfaça os desejos dos responsáveis do Benfica. Em entrevista à TVI24, Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD 'encarnada', garantiu que o clube ainda está em negociações mas só em 2020 deverá haver novidades sobre este processo.

"O processo de naming do estádio tem estado a ser discutido há muito tempo, não haverá novidades antes do final do ano mas haverá muita reunião com parceiros que tem vindo a discutir o naming. Defendemos muito o patrocinador internacional mais que o nacional, os montantes justificam empresas de fora, a expectativa de um patrocinador é sobre a exposição do Benfica fora do mercado português. Para isso contam os jogos europeus", explicou.

Se apenas empresas estrangeiras têm capacidade para satisfazer as exigências do Benfica, há um dado que poderá desbloquear esta situação e jogar a favor dos 'encarnados': a mudança no formato da Liga dos Campeões, que irá permitir a cada equipa fazer, no mínimo, 14 jogos. Com isso o patrocinador poderá ver o seu nome exposto em mais do dobro de jogos atualmente, que são seis na fase de grupos, ou oito caso o clube da Luz chegue aos oitavos-de-final ou 10 se chegar aos quartos-de-final.

"Existe uma situação que pode mudar isto drasticamente. Agora fazem-se seis jogos, mas nas perspectivas da UEFA para o pós-2024 existe uma perspectiva mínima de 14. Temos os torneios como a International Champions Cup. O estádio tem esse atractivo, que é empresas que tenham atividade em Portugal mas que consigam tirar benefícios que não sejam apenas para o mercado português. Estamos com propostas na rua, existem condições para se fechar essas propostas nos próximos meses, mas não quero criar falsas expectativas", explicou Domingos Soares de Oliveira, sublinhando que o Benfica nunca venderá o nome do estádio por menos de cinco milhões de euros anuais.

"Não existe resistência do lado do Benfica a expor o nome a uma marca. O estádio da Luz será sempre o estádio da Luz. Há condições, se ajustarmos as nossas expectativas em baixa e os nossos patrocinadores ajustarem em alta. Temos apontado para um valor na casa dos 5 milhões por ano, num contrato com 8 ou 10 anos", explicou à TVI24.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.