O jornal desportivo 'A Bola' garante na noite desta segunda-feira que o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, aceitou o pedido de demissão do treinador Bruno Lage, que surgiu depois da derrota dos encarnados frente ao Marítimo.

Bruno Lage não deu conferência de imprensa e foi o próprio Luís Filipe Vieira quem revelou que o treinador tinha colocado o lugar à disposição.

"O nosso treinador falou comigo no fim do jogo e colocou o seu lugar à disposição. Disse que não tinha condições para continuar. Disse que 'parece que todos querem que eu saia, a partir de amanhã não sou treinador do Benfica", disse o presidente dos encarnados.

Nesse momento, Luís Filipe Vieira não confirmou se tinha ou não aceitado a demissão de Bruno Lage, mas o referido jornal garante que o presidente dos encarnados aceitou os argumentos do técnico e que, por isso mesmo, este vai deixar o comando técnico do clube da Luz.

Lage, de 44 anos, que levou o Benfica à conquista do título nacional de 2018/19, perdeu hoje na visita ao Marítimo, por 2-0, em jogo da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol e deixa a equipa no segundo lugar, a três pontos do FC Porto, que tem menos um jogo.

O treinador natural de Setúbal, que também conquistou a Supertaça Cândido Oliveira, tinha contrato com os ‘encarnados’ até 30 de junho de 2023.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.