O treinador do Boavista disse hoje que quer "transformar o sentimento de revolta em energia positiva" na visita ao Vitória de Guimarães, no sábado, para a 26.ª jornada da I Liga de futebol, depois da derrota com o Sporting.

Na conferência de antevisão à visita aos vimaranenses, Lito Vidigal recordou o desaire frente aos ‘leões’, por 2-1, com uma grande penalidade, aos 90+3, convertida por Bruno Fernandes, castigando uma falta sobre Raphinha.

"Há coisas que magoam e não há nada que magoe mais do que a injustiça, mas temos de pensar no jogo seguinte e o jogo seguinte é com o Vitória de Guimarães, um adversário difícil como todos os outros que temos encontrado", referiu.

Lito Vidigal quer a sua equipa a "pensar em vencer e trabalhar como nos jogos anteriores, sempre com a mesma mentalidade e tendo sempre em mente a vitória" e acrescentou que foi isso que os jogadores fizeram esta semana.

"O que temos de fazer de fazer é transformar o sentimento de revolta que se possa ter em energia positiva para preparar o jogo seguinte", afirmou, em nova referência ao desaire diante do Sporting, que os responsáveis ‘axadrezados’ atribuíram à equipa de arbitragem chefiada por João Pinheiro, da associação de Braga.

Questionado sobre se o desânimo tomou conta da sua equipa, Lito Vidigal respondeu que "isso não pode acontecer nunca".

"Percebemos e sabemos a realidade das coisas, mas muitas vezes temos e fingir que não percebemos as coisas e continuar o nosso caminho. O que temos de fazer é limpar as pedras do caminho, o mais depressa possível, e continuarmos a nossa caminhada", considerou.

Sob a sua orientação o Boavista venceu três dos últimos cinco jogos – perdendo nas duas rondas anteriores – e Lito Vidigal prometeu a mesma atitude, para conseguir “melhor sorte”.

O Vitória é "uma equipa boa", disse Lito Vidigal, para depois salientar que o conjunto vimaranense terá "o orçamento mais caro" da sua história.

"Queremos ser competitivos, sérios, solidários e inteligentes na abordagem ao jogo e se continuarmos assim a probabilidade de ganharmos é muito maior", afirmou ainda.

O Vitória, sexto classificado com 39 pontos, recebe o Boavista, 13.º com 26, no sábado, às 18:00.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.