Desde que o técnico assumiu o comando ‘verde rubro’, o Marítimo perdeu apenas um jogo no Funchal (2-1 com o Desportivo das Aves, na 19.ª ronda), mas vai medir forças com uma formação que leva oito partidas sem perder no campeonato, nas quais obteve sete triunfos.

“Sem beliscar a qualidade do trabalho do Sá Pinto, o Braga na era do Rúben [Amorim] é fortíssimo, conseguiu vencer os três ‘grandes’ e não foi por acaso. É inquestionável e está à vista de todos aquilo que o Braga demonstrou ser capaz de fazer. É mérito do Rúben, que conseguiu alterar o sistema num espaço muito curto de tempo e passar as suas ideias, que os jogadores agarraram”, elogiou José Gomes, em conferência de imprensa.

Apesar do sucesso a nível interno, o Sporting de Braga acaba de ser eliminado dos 16 avos de final da Liga Europa pelos escoceses do Rangers, o que poderá deixar algumas dúvidas na equipa.

“Não sei se o Rúben Amorim repete a equipa que jogou contra o Vitória de Setúbal ou se repete a equipa do último jogo. Em termos fisiológicos, há mais do que tempo para recuperar. O que dá confiança são as vitórias, mas, por outro lado, há a vontade de eles quererem mostrar uma coisa diferente”, comentou.

Para enfrentar e derrotar os ‘arsenalistas’, a ideia passa por apresentar uma equipa do Marítimo concentrada e com qualidade de decisão no momento de finalizar.

“Pelo posicionamento dos jogadores [adversários] e pelo modelo adotado, temos de ter alguns cuidados, reconhecer a força que eles têm apresentado, tentar protegermo-nos dessa força e explorar. Fazer o nosso jogo com personalidade, coragem e com agressividade ao nível da finalização, que tem sido uma pecha neste Marítimo”, salientou.

José Gomes voltou a frisar o desejo de ter mais consistência na sua equipa e lamentou que os seus pupilos não tenham tido sorte no capítulo da eficácia, pois precisam de quatro remates à baliza para marcar.

Para o jogo nos Barreiros, os médios Edgar Costa e Diego Moreno estão de volta, Xadas é ausência por estar emprestado pelos minhotos e existem ainda dúvidas em relação ao lateral Bebeto e ao avançado Rodrigo Pinho.

O Marítimo, 13.º classificado da I Liga, com 24 pontos, recebe o Sporting de Braga, terceiro, com 40, no domingo, pelas 17:30, em jogo da 23.ª jornada, que terá arbitragem de Tiago Martins, da Associação de Futebol de Lisboa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.