Jorge Jesus abordou a questão das mudanças que teve de introduzir na equipa, para o jogo com o Feirense. Após a vitória por 2-0 sobre a equipa de Santa Maria da Feira, em jogo da 22.ª jornada da I Liga, o técnico do Sporting explicou porque optou por Bruno César na lateral esquerda, em vez de Lumor.

 

"Os que trabalham comigo há mais tempo conhecem as minhas ideias defensivas, daí ter optado pelo Bruno César. O Lumor chegou há duas semanas, ainda ontem disse-me, 'mister, isto é tudo novo para mim'. Está no seu primeiro ano, tem muita matéria para aprender sobre as nossas ideias defensivas. Ainda está com dificuldades em conhecer o que queremos. Não o lancei do princípio. Notei que ele estava perdido nos últimos 15 minutos. Mas tem 21 anos, no ano passado estava na Segunda Divisão, este ano estava no Portimonense que luta por outros objetivos. Não é fácil chegar e jogar. Um avançado é diferente, daí que lancei logo o Rúben Ribeiro. É um criativo, não tem muitas tarefas defensivas. São situações diferentes", explicou.

Outro jogador que se estreou no Sporting o o júnior Rafael Leão, um jogador que Jesus comparou à Jordão.

"O Rafael Leão é um júnior. Vem trabalhando connosco há dois meses, está num programa específico para ganhar massa muscular, para ser mais robusto. Tem talento, é um futuro. Faz-me lembrar o Jordão, um jogador muito desconcertante, forte no um-contra-um. Tem 18 anos, dei-lhe uma oportunidade, é forte mentalmente, esteve sereno, fez tudo com qualidade. Vamos trabalha-lo passo a passo porque é um grande talento. O forte dele é ele e a bola, pouco mais sabe d que isto. Quando tem bola vai para cima dos defesas, nos treinos dá cabo do Piccini e do Coates. Sem bola já não soube posicionar-se bem", analisou.

Jesus analisou ainda a lesão de Bas Dost, confirmando que o holandês não irá jogar contra o Astana.

"Não há um diagnóstico seguro do departamento médico [sobre o Bas Dost]. Temos um grande departamento médico, liderado por um dos melhores, o Varandas. Ele normalmente nos dá prazos. Vamos ficar sem o Bas Dost para Astana e depois, o resto, vamos ver", atirou.