Na rubrica "FC Porto em casa", Gonçalo Paciência, antigo avançado dos dragões e agora no Eintracht Frankfurt, recordou o título conquistado em 2018 e explicou o momento do polvo.

"Foi fantástica. É das melhores sensações de sempre e como tenho muito tempo livre passo o tempo a ver essas imagens e às vezes até envio para o Dalot. Na altura, na festa, pensei: 'não joguei muito, não fui muito influente'. Pensei que tinha que participar nos festejos, senão ninguém sabe que estive aqui. Por isso, o polvo foi um momento da celebração que acabei por fazer. Foi uma forma de as pessoas me ligarem à festa, porque fiz 16 jogos e uma assistência, tinha de fazer alguma coisinha. Estava tão confiante no título que pedi a um amigo para comprar tochas para a festa no hotel", recordou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.