Felipe acredita que poderá regressar à seleção brasileira, através das boas exibições ao serviço do FC Porto. Em entrevista ao jornal Estado de São Paulo, o central de 29 anos elogia o atual selecionador da canarinha, Tite, que foi seu treinador no Corinthians.

"A minha intenção é fazer um grande trabalho no FC Porto e, se estiver bem no meu clube, a seleção poderá ser consequência", começa por dizer Felipe.

"Tite contribuiu muito para a minha evolução no Corinthians, assim como o Fábio Carille. O Tite é um treinador que procura estar sempre a aprender alguma coisa e os atletas que estão com ele precisam de acompanhar isso", elogiou.

O central portista falou ainda da dupla que forma com Éder Militão, também ele internacional brasileiro, no eixo da defesa.

"No plantel do Porto, todos se ajudam. Atrás de nós há o Iker [Casillas], que é uma lenda do futebol e que nos orienta bastante. Eu procuro ajudar, assim como os outros jogadores. Aproveito para passar o que já vivi nesses últimos anos na Europa e no clube, o estilo de jogo europeu, a formação tática. Mas todos têm boa relação e os mais antigos do plantel sempre estão a dar apoio a quem chega", refere.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.