A nomeação de Hugo Miguel para o embate da 21ª jornada da I Liga entre Benfica e Sporting de Braga gerou um clima de indignação no FC Porto. Os 'dragões' estranham o facto de o árbitro regressar ao Estádio da Luz menos de duas semanas depois de aí ter dirigido o Benfica-Famalicão da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.

As 'águias' levaram a melhor nessa partida, triunfando por 3-2, e o golo da vitória foi assinado, já no período dos descontos, por Gabriel, que segundo acusações dos 'azuis e brancos', já não devia estar em campo, depois de "escapar a uma agressão que deveria ter sido punida com o cartão vermelho", escreveu na altura o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J.Marques.

Assim, o conjunto portista considera que existe falta de bom-senso nesta escolha do Conselho de Arbitragem da FPF, ao escolher Hugo Miguel - e Bruno Esteves, que desempenhou as funções de VAR nesse encontro com o Famalicão e voltará a fazê-lo este sábado, no Benfica-Braga - para dois jogos consecutivos no Estádio da Luz.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.