O FC Porto suou para levar de vencida o Portimonense no passado domingo. Os dragões estiveram a vencer por  2-0, mas deixaram-se empatar e foi nos últimos segundos que Marcano marcou o golo da vitória aos portistas (3-2). No entanto, após o encontro, Sérgio Conceição irritou-se com Nakajima e discutiu com o japonês em pleno relvado.

Ora, a imprensa desportiva desta terça-feira avança com uma possível explicação sobre o que terá estado na origem da fúria do treinador portuense com o seu jogador.  Segundo o jornal Record, o técnico do FC Porto considerou que o internacional japonês, contratado esta temporada, demonstrou "uma falta de empenho inadmissível", especialmente no que à tarefa defensiva diz respeito.

A falta de atitude de Nakajima no capítulo defensivo numa altura em que era preciso segurar o resultado, num campo tradicionalmente difícil, desequilibrou a equipa e quem acabou por aproveitar esta displicência do japonês foi o seu compatriota Anzai, lateral esquerdo do Portimonense, que acabou por assinar o segundo golo da equipa da casa precisamente no corredor em que Nakajima estava posicionado.

O mesmo jornal escreve ainda que o camisola 10 dos azuis e brancos já foi alertado de que vai ter de "correr e trabalhar" mais para a equipa, uma vez que tem de justificar o estatuto de reforço mais caro do passado mercado de transferências.

A mesma publicação garante ainda que os dirigentes do FC Porto estão preocupados com o facto de Nakajima estar muito longe da integração ideal dado que o japonês tem muitas dificuldades na compreensão da língua portuguesa. Nesse sentido, o internacional nipónico está a receber aulas intensivas de português.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.