Realiza-se esta quinta-feira a Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal para analisar contas do clube da época 2018/2019.

As portas do Pavilhão João Rocha abrem-se às 19 horas, com a reunião magna a iniciar-se uma hora depois.

A aprovação do Relatório e Contas do exercício de 2018/2019 é o único ponto da reunião que já mereceu avisos de Rogério Alves, presidente da mesa da assembleia, que pediu, em declarações à SportingTV “que a discordância e a divergência fossem manifestadas nos termos que os estatutos preveem: sem injúrias, sem difamação, porque é infração disciplinar".

Frederico Varandas, presidente dos ‘leões’, chega à reunião com os sócios com um trunfo na manga.

Na passada quarta-feira, a Sporting SAD comunicou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários a assinatura do acordo de reestruturação da dívida do grupo Sporting com o Novo Banco e com o Banco Comercial Português (BCP).

Este novo acordo melhora as condições alcançadas em 2018 por Carlos Vieira, durante o mandato de Bruno de Carvalho.

As mais-valias das vendas de jogadores entregue à banca desce de 50 para 30%, valor que no acordo assinado anteriormente diminuía apenas aos 35%.

Também o fluxo de caixa após o serviço da dívida baixa dos 60 para os 30 por cento, valor que tal como no caso anterior, baixava para 35% no acordo alcançado por Carlos Vieira.

Com este novo acordo, alcançado graças à diminuição da divida do clube com as vendas do verão, a SAD leonina vê-se mais aliviada, passando a ter mais margem de manobra financeira, o que permite investimentos noutros setores do funcionamento do clube.

Ainda assim, não se prevê que seja uma AG fácil para Varandas.

O presidente do Sporting que tem visto a contestação à sua pessoa aumentar entre os adeptos ‘leoninos’, depois da série negativa do futebol da equipa de Alvalade que levou a que o Sporting alterasse de treinador duas vezes em pouco mais de um mês - Keiser, Pontes e agora Silas.

Agenda da Assembleia Geral:

19h - Abertura de Portas do Pavilhão João Rocha

20h30 - Início previsto da AG (apesar da hora marcada ser 20h é pouco provável que a essa hora estejam reunidos mais de metade dos sócios votantes) e início da votação

22h - Encerramento da fila da acreditação na entrada do Pavilhão (quem estiver na fila a essa hora pode entrar)

Após todos os sócios que estavam em fila na acreditação entrarem na Assembleia, irá proceder-se ao encerramento da fila de votação (com aviso prévio para que todos os que ainda não votaram se colocarem na fila antes do seu encerramento).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.