Diogo Dalot tem contrato com o FC Porto até junho de 2019 e ainda não renovou com o emblema portista ao contrário do que foi veiculado ontem em Espanha pelo jornal Super Deportes.

O lateral direito formado no FC Porto está a despertar o interesse de vários clubes europeus, mas o seu desejo é continuar no 'clube do coração' e chegar à titularidade da equipa principal, para depois sim dar o salto para o estrangeiro, escreve esta segunda-feira o jornal O JOGO.

Segundo o referido jornal, Diogo Dalot está à espera de perceber os planos que o FC Porto tem para ele sendo que a sua vontade é continuar de 'dragão ao peito' até chegar à equipa principal. O lateral direito de 19 anos 'quer ser aposta firme' do FC Porto e, apesar de ser o jogador mais mal pago do plantel, acredita que o clube irá aumentar o seu vencimento assim que assinar um novo contrato com uma nova cláusula de rescisão.

Com contrato até junho de 2019, o FC Porto sabe da vontade do jogador em renovar, mas vai aguardar pelo final do campeonato para avançar com o processo de renovação. O clube portista sabe que ainda tem três meses para formalizar novo vínculo, que de acordo com o jornal O JOGO será no mínimo até 2022.

O referido jornal desportivo adianta ainda que o apuramento para a Liga dos Campeões dá mais margem de manobra para o FC Porto negociar um novo contrato com Dalot, e que as notícias veiculadas em Espanha a dar conta do interesse do Valência no jogador não têm 'fundamento'.

Diogo Dalot espera conquistar o estatuto de titular na equipa principal na próxima época, e tem como objetivo vencer troféus ao serviço do 'clube do coração' antes de apostar numa carreira no estrangeiro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.