O internacional português da Juventus, Cristiano Ronaldo, esteve no passado mês de junho em Lisboa para ser ouvido na Polícia Judiciária na condição de testemunha no âmbito do processo que investiga o 'pirata informático' Rui Pinto, escreve este sábado o jornal 'Diário de Notícias'.

De acordo com a informação veiculada pelo referido jornal, a investigação judicial já apurou que Rui Pinto invadiu as caixas de correio electrónico de Cristiano Ronaldo e dos seus advogados e estará na origem das notícias sobre o caso da alegada violação nos EUA e da milionária fuga ao fisco em Espanha.

Recorde-se que na passada sexta-feira, o tribunal negou ao Ministério Público um pedido para alargar por mais seis meses o prazo da investigação complexa.

O mesmo jornal acrescenta que Cristiano Ronaldo esteve na sede da Polícia Judiciária como vítima e como testemunha para ser ouvido no âmbito da investigação a Rui Pinto, detido desde março sob suspeita de crimes de tentativa de extorsão, acesso ilegítimo, violação de segredo, ofensa à pessoa coletiva - estes relacionados apenas com o Fundo de Investimentos Doyen Sports.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.