O médio Costinha assegurou hoje a ambição de o Vitória de Setúbal vencer na receção ao FC Porto, no domingo, em jogo da 14.ª jornada da I Liga, depois de cinco derrotas consecutivas.

"Sabemos que é sempre uma tarefa muito complicada defrontar qualquer um dos três ‘grandes’, mas estamos a encarar o jogo com o FC Porto com máxima seriedade. Vamos lutar pelos três pontos, apesar de sabermos que é uma equipa complicada e que está em primeiro lugar na tabela", disse o jogador, em conferência de imprensa.

Costinha afirmou que o resultado obtido pelo adversário na quarta-feira - triunfo 5-2 sobre os franceses do Mónaco na Liga dos Campeões - não atemorizam a sua equipa, que perdeu os últimos cinco encontros, quatro para o campeonato e um para a Taça de Portugal.

"Claro que não nos intimida. Sabemos o valor do FC Porto e, certamente, eles sabem o nosso. Não é por terem conseguido um excelente resultado e terem passado aos ‘oitavos' da 'Champions' que vão mostrar mais ou menos neste jogo. Conhecemos os seus pontos fortes estamos a trabalhar para tentar anulá-los", referiu.

Sobre a possibilidade de os comandados de Sérgio Conceição se apresentarem desgastados por terem jogado a meio da semana, Costinha confessa não saber o que vai acontecer.

"Há duas possibilidades: pode ser bom para nós porque pode causar algum desgaste nos jogadores do FC Porto, por outro lado, depois de uma boa recuperação, podem chegar aqui com índices físicos melhores por terem jogado a meio da semana", salientou.

Na hora de revelar os argumentos que a sua equipa terá de apresentar para contrariar o favoritismo do oponente, o médio frisou a importância de melhorar a eficácia na finalização.

"Temos de ser uma equipa muito forte, unida e solidária. Sabemos que o adversário está recheado de excelentes jogadores, por isso, temos de ter uma grande entreajuda e, quando tivermos as nossas possibilidades, temos de faturar", avisou.

Costinha contribuiu em 2016/17 para os dois empates que o Vitória de Setúbal obteve com o FC Porto no campeonato (0-0 no Bonfim e 1-1 no Dragão). Questionado sobre se aceitaria novo empate, o jogador é perentório.

"Não. Em nossa casa queremos sempre os três pontos, nunca pensamos no empate. Este jogo não foge à regra. Na época passada fizemos um grande resultado no Dragão, mas claro que os três pontos teriam sido melhores. O FC Porto estava numa fase muito boa e podia ter passado para a frente do Benfica. Arrancámos lá um ponto, que foi excelente naquela altura. Houve coisas que fizemos bem nesse jogo e podemos transportar para este", disse.

Frente ao FC Porto, o treinador José Couceiro está impedido de utilizar os lesionados Patrick, Adebanjo, Vasco Costa e Yannick Djaló, bem como o avançado Gonçalo Paciência por estar cedido pelos ‘dragões’ aos sadinos. Após cumprirem castigo, os defesas Nuno Pinto e César voltam a ser opção.

O Vitória de Setúbal, 16.º classificado da I Liga com 10 pontos, e o FC Porto, primeiro com 33, defrontam-se no domingo, pelas 20:15, no Estádio do Bonfim, em Setúbal, em partida da 14.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.