Depois de ter falhado as últimas duas conferências de imprensa, Sérgio Conceição analisou o encontro frente ao Gil Vicente a contar para a 18.ª jornada do campeonato.

Segunda parte convincente?

"Não podemos esquecer o contexto deste jogo. Perdemos uma final da Taça da Liga no último segundo. As expetativas eram grandes para oferecer este título aos adeptos e um troféu que falta a museu tão cheio e tão rico. Se tivéssemos a tranquilidade tínhamos feito golos na primeira parte. Os jogadores são humanos, sentem a desilusão e frustração. Queríamos muito ganhar esse título. Por vezes motivar não é suficiente. Notaram-se alguns passes falhados, algumas situações, de qualquer das maneiras sofremos o golo no único lance do Gil Vicente na primeira parte. Reagimos ao empate na segunda parte. Viemos mais sólidos e tranquilos e conseguimos fazer o golo da vitória. O resultado é justo."

Colocou o lugar à disposição, quer falar disso?

"No momento certo falarei disso. Qual é o clube que não precisa que toda a gente reme para o mesmo lado. Isto faz parte destas instituições que vivem de títulos. Mais importante é que hoje ganhámos. Demos uma resposta importante e missão cumprida. Agora é pensar já no próximo jogo."

Aboubakar?

"Além das dificuldades dos jogos, temos tido alguns problemas físicos. Tínhamos o Zé Luís, Nakajima, Pepe, Otávio e Danilo. Estamos a falar de cinco jogadores. No aquecimento o Aboubakar sentiu desconforto no joelho. É o que temos, prefiro dar ênfase aos jogadores que jogaram."

Aposta na formação?

"Porque merecem. Estou atento àquilo que são os jogadores da nossa formação. Não comando. Sou um funcionário que me preocupo com os jovens de qualidade que estão a treinar na equipa principal."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.