O treinador Carlos Carvalhal reconheceu hoje que o Rio Ave "está no melhor momento da época", mas antecipou "muitas dificuldades" para o jogo de sábado, com o Belenenses SAD, da 23.ª jornada I Liga portuguesa de futebol.

A formação vila-condense não perde para o campeonato há sete jornadas consecutivas, somando neste período cinco vitórias e dois empates, mas o técnico garantiu que isso não provoca deslumbramento no grupo.

"Em termos de resultados e níveis exibicionais este é o melhor momento [da época]. Temos vindo a jogar a um nível muito alto nos últimos jogos, atingindo uma maturidade importante, mas temos os pés assentes no chão, sabendo que temos de continuar focados e trabalhar muito", disse Carlos Carvalhal.

O treinador do conjunto da foz do Ave lembrou que as suas equipas, "historicamente, fazem uma segunda volta do campeonato melhor do que a primeira" e frisou que este Rio Ave "ainda tem margem de progressão".

"A equipa foi subindo ao longo da época, é bom sentir que está a evoluir, mas ainda temos coisas para melhorar com o tempo e com os jogadores a ganharem mais ritmo. Temos margem de progressão", acrescentou.

Apesar desse bom momento, Carlos Carvalhal apontou "muitos dificuldades" para a receção ao Belenenses SAD, no sábado, enaltecendo trabalho do treinador dos lisboetas, Petit.

"É um adversário que, quando mudou o treinador, mudou o sistema e tem novas dinâmicas, com um novo enquadramento dos jogadores que tem ao dispor, conseguindo um equilíbrio na equipa muito bom. Fez a vida difícil ao Benfica, ganhou as últimas duas partidas. Esperamos um jogo que, dos últimos que fizemos, se apresenta com o maior grau de dificuldade", analisou Carlos Carvalhal.

Ainda assim, o treinador garantiu um Rio Ave "preparado" e com olhos postos em prolongar a série sem perder.

"A nossa equipa continua a mostrar uma intensidade e dinâmica muito boas. Se conseguirmos estar em bom nível, sempre respeitando o adversário, vamos conseguir os três pontos, num jogo que será árduo para as duas equipas, pois também somos difíceis de ser batidos", completou Carlos Carvalhal.

O treinador do Rio Ave admitiu que Lucas Piazon ainda se debate com problemas físicos e que "dificilmente irá recuperar para este jogo", juntando-se no lote de indisponíveis a Jambor, que está a debelar uma lesão grave.

Em sentido inverso, o médio Filipe Augusto volta às opções, após ter recuperado de uma lesão no pescoço.

O Rio Ave, quinto classificado da I Liga, com 36 pontos, recebe no sábado, em Vila do Conde, o Belenenses SAD, 15.º, com 24, numa partida agendada para as 18:00, que terá arbitragem de Jorge Sousa, da Associação de Futebol do Porto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.