O Sporting reforçou as críticas à arbitragem de Jorge Sousa na partida que terminou com a derrota 'leonina' frente ao SC Braga, através de um artigo de opinião assinado por Miguel Braga, responsável de comunicação dos 'leões'.

O responsável 'leonino' recorda o episódio do árbitro com o guarda-redes da equipa B em 2017, que levou Jorge Sousa a ser suspenso por três jogos, acrescentando que com isso o juíz já deveria de ter "aprendido a controlar as sua emoções nos jogos do Sporting CP. Mas não, o homem não se aguenta", afirma.

O clube de Alvalade recorda o jogo com o Boavista no início da época antes de abordar o que aconteceu no Municipal de Braga.

"(...) o que se passou em Braga voltou a demonstrar que o senhor Sousa não pode apitar jogos do Sporting Clube de Portugal. Nos primeiros 45 minutos, além do favor de mostrar cinco cartões amarelos aos jogadores leoninos, poupou Galeno da explusão - se dá amarelo a Neto, porque não fez o mesmo ao jogador bracarense? - e em lance de dúvida apitou sempre para o mesmo lado. Só assim se compreende que tenha cortado uma jogada onde Sporar se isolava, marcando... falta atacante", escreveu.

"Nos segundos 45 minutos regressaram os equívocos do senhor Sousa, o campo voltou a inclinar e até Vietto conseguiu levar um cartão amarelo por ousar entrar em campo dois segundos antes de Acuña sair. Intransigências de via única, não. Assim não", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.