O Peñarol descartou por completo pagar a cláusula de opção de compra do defesa central argentino do Benfica Cristián Lema. O clube uruguaio garantiu o empréstimo do jogador do Benfica até ao final da época com uma opção de compra de três milhões de euros, uma verba que não está ao alcance do clube de Montevideu.

Em declarações a um programa de rádio do Uruguai, Carlos Scherschener, dirigente do Peñarol, assumiu que os três milhões de euros é praticamente impossível.

"É o tema mais delicado do mercado. Teve um grande rendimento, superou as nossas expectativas. O Benfica queria que ele se valorizasse e isso aconteceu. Funcionámos como uma montra... O Lema quer ficar, mas não podemos pagar a cláusula. Não temos hipótese. Estamos a pensar noutro empréstimo de um ano, mas está mais perto de sair do que de ficar", diss Carlos Scherschener no programa radiofónico Tirando Paredes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.