O deputado do Chega, André Ventura, recorreu, este domingo, às redes sociais para comentar os insultos racistas dirigidos a Mousa Marega no V. Guimarães-FC Porto, referente à 21.ª jornada da I Liga.

"País de hipocrisia em que tudo é racismo e tudo merece imediatamente uma chuva de lamentos e de análises histórico - megalómanas. O nosso problema não é o racismo. É a hipocrisia. É o síndrome Joacine que começa a invadir as mentalidades. Por mim não passarão", pode ler-se.

O jogador do FC Porto Marega pediu hoje, ao minuto 71, para ser substituído do encontro com o Vitória de Guimarães, a contar para a 21.ª jornada da I Liga de futebol, por alegados cânticos racistas dos adeptos da formação vimaranense.

Numa altura em os ‘dragões' venciam por 2-1, o jogador maliano saiu do relvado, enquanto os colegas o tentavam demover. Mas Marega estava irredutível na decisão, apontando para as bancadas e apontando o polegar para baixo.

Imagens da Sport TV comprovam que houve mesmo insultos racistas em Guimarães
Imagens da Sport TV comprovam que houve mesmo insultos racistas em Guimarães
Ver artigo

Sérgio Conceição falou com o jogador, já fora das quatro linhas, e logo de seguida ordenou a substituição. O jogo esteve parado cerca cinco minutos e nas bancadas só se ouviam insultos para o jogador portista que marcou o segundo golo dos ‘dragões’ e que jogou no Vitória de Guimarães.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.