Resumo da partida

O FC Porto juntou-se ontem ao Benfica na liderança da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer por 3-0 na receção ao Famalicão, anterior comandante, em jogo da oitava jornada da prova.

Os golos marcados pelo colombiano Luis Díaz, aos 45 minutos, o brasileiro Soares, aos 73, e Fábio Silva, aos 88, permitiram ao vice-campeão nacional impor a primeira derrota ao Famalicão no campeonato, o deixa o Boavista como a única equipa ainda invicta.

O FC Porto alcançou a sétima vitória seguida na I Liga, depois da derrota sofrida na ronda inaugural com o Gil Vicente (2-1), e juntou-se no topo da classificação ao Benfica, que se impôs hoje em Tondela, por 1-0, ambos com dois pontos de vantagem sobre o Famalicão.

Golo ao cair do pano da primeira parte

O FC Porto entrou forte na partida, tendo criado várias oportunidades para marcar, mas o Famalicão teve bons momentos na primeira parte, embora apenas por uma vez tenha incomodado o guarda-redes Marchesín.

Já em cima do intervalo, o FC Porto conseguiu marcar. Combinação de Corona com Luis Díaz, este recebeu no coração da área e atirou sem oposição para o fundo das redes de Defendi.

Muitas facilidades por parte da defesa famalicense ampliou vantagem portista

Numa altura em que o FC Porto ia dominando a posse de bola, em busca do segundo golo, com a preocupação de não se desorganizar, a equipa de Sérgio Conceição conseguiu ampliar a vantagem. Aos 72 minutos, o primeiro remate foi contra um adversário, mas a bola voltou a sobrar para Soares que, à segunda, tirou Defendi da frente rematou certeiro.

O jovem (sensação) Fábio Silva só precisou mesmo de dois minutos para marcar, ele que havia acabado de entrar em ação. Aos 88’, o jovem avançado azul-e-branco pressionou primeiro Lionn, que se viu obrigado a atrasou para o seu guarda-redes, mas Fábio Silva fez o mesmo sobre Defendi, ganhou a bola, e atira para o fundo das redes. Muitos erros por parte da defesa minhota.

Reações ao jogo

Luis Díaz: "Sem a equipa, isto não era possível”

Conceição não reagiu bem quando lhe perguntaram por Jesus no FC Porto

Sérgio Conceição explicou ausência de Marega e analisou partida com o Famalicão

João Pedro Sousa: "Não tivemos armas para resolver os problemas que o FC Porto nos colocou"

Gustavo Assunção: "Demos o máximo em campo"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.