Nomeado para a Bola de Ouro, que distingue o melhor futebolista do ano, Sterling rejeita ser comparado com Lionel Messi ou Cristiano Ronaldo.

"Messi é único. Se eu marcar 50 ou 60 golos por ano durante os próximos 15 anos, então podem falar-me sobre isso. Neste momento, não me falem sobre Ronaldo ou Messi", começou por atirar o avançado do Manchester City, em declarações à revista FourFourTwo.

"Não quero ouvir essa ligação. Não estou a dizer que não me valorizo a mim mesmo, mas esses dois tipos têm-no feito ao longo dos últimos 15 anos. Isso é inédito, marcar 40, 50 ou 60 golos durante 15 anos", rematou Sterling.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.