Sheffield e Manchester United empataram hoje a 3-3, para a 13.ª jornada do campeonato inglês de futebol, numa partida em que os ‘red devils’ recuperaram de uma vantagem de 2-0 para 2-3, mas permitiram o empate nos descontos.

Numa partida que na primeira parte foi de sentido único para a baliza do guarda-redes espanhol David de Gea, o Sheffield conseguiu chegar à vantagem pelo escocês John Fleck, aos 19 minutos, na recarga a um primeiro remate de John Lundstram.

Desfalcado de ‘meia equipa’ por problemas físicos, casos de Diogo Dalot, Matic, Shaw, Pogba, Baily, McTominay e Fosu-Mensah, e sem uma ideia de jogo, o Manchester United só aos 29 minutos rematou à baliza do Sheffield pelo francês Anthony Martial e aos 38 conquistou o primeiro canto.

O Manchester United entrou na segunda parte decidido a mudar o rumo aos acontecimentos e inverter a tendência do jogo, mas foi o Sheffield que, mais tranquilo e organizado, aumentou a vantagem para 2-0 pelo francês Lys Mousset, aos 52.

O treinador norueguês Ole Gunnar Solskjaer mexeu na equipa dos ‘red devils’, deu-lhe nova dinâmica e, em apenas sete minutos, viu o marcador virar de 2-0 para 2-3, com golos de Brandon Williams, aos 72, Mason Greenwood, aos 77, e Marcus Rashford, aos 79.

A reviravolta no marcador fez sorrir na bancada sir Alex Ferguson, icónico treinador do Manchester United, mas o Sheffield foi o último a rir com o golo do empate já perto do final do encontro pelo escocês Oliver McBurnie, aos 90.

O Sheffield United segue na sexta posição da tabela classificativa, com 18 pontos, a um do Wolwerhampton (5.º), de Nuno Espírito Santo, enquanto o Manchester United é nono, com 17 pontos, os mesmos do Tottenham (10.º), de José Mourinho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.