O Liverpool conservou hoje o comando da Liga inglesa de futebol, ao ultrapassar hoje em Anfield Road o difícil Chelsea, num jogo em que Sadio Mané e a ‘classe’ de Salah fizeram a diferença.

Na luta ombro a ombro pelo título inglês, o Liverpool estava obrigado a vencer, após o rival e campeão Manchester City ter triunfado mais cedo na visita ao sul de Londres, ao Crystal Palace, por 3-1.

Frente ao Chelsea, a exigência era muita para os ‘reds’, mas a segunda parte trouxe o mais importante, os golos: o senegalês Sadio Mané apareceu ao segundo poste para marcar o 1-0 aos 51 minutos, e depois foi Salah, num lance individual.

O egípcio teve arte e mestria para fletir quase desde a linha lateral até um pouco depois da quina da área no lado direito do ataque e atirar potente, apesar da estirada do guarda-redes Kepa, para o 2-0, aos 53 minutos.

O mais difícil estava feito, e o Liverpool manteve assim ao comando da ‘Premier League’, com mais dois pontos (85) do que o Manchester City, mas com mais um jogo disputado.

Os ‘reds’, que conquistaram pela última vez o título inglês em 1990, têm a desvantagem de mais um jogo do que os ‘citizens’, mas enfrentam um calendário teoricamente mais fácil do que o campeão em título.

Até final, os ‘reds’ defrontam em casa o já despromovido Huddersfield (20.º) e o Wolverhampton (8.º), e fora o Cardiff (18.º) e o Newcastle (15.º), enquanto o City terá Tottenham (3.º) e Leicester (7.º) no seu terreno, e Manchester United (5.º), Burnley (14.º) e Brighton (17.º) fora.

Os dois estão ainda nos quartos de final da Liga dos Campeões, com o Liverpool a visitar na quarta-feira o FC Porto, depois de ter vencido por 2-0, e o City a receber o Tottenham depois de ter perdido na primeira mão por 1-0.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.