Os clubes da Liga inglesa de futebol aprovaram hoje por unanimidade o regresso aos treinos com contacto, dando mais um passo em direção ao reinício da temporada na Premier Legue assim que seja seguro.

Segundo um comunicado divulgado pela Premier League, os 20 clubes podem voltar aos treinos em grupo, apesar de ainda ser desaconselhado qualquer contacto que seja desnecessário, sendo defendido que a “saúde e o bem-estar” de todos os envolvidos são a prioridade.

“Existem protocolos médicos rigorosos para garantir que os campos de treino sejam o ambiente mais seguro possível e os jogadores e funcionários continuarão a ser testados para a covid-19 duas vezes por semana”, acrescenta o documento.

Esta fase 2 do regresso aos treinos foi aprovada depois de consultas efetuadas a diversos envolvidos, como clubes, jogadores, treinadores, associações e o governo.

“As discussões estão a decorrer enquanto o trabalho continua no sentido de retomar a temporada, assim que as condições o permitirem”, concluiu.

O governo britânico já tinha autorizado na segunda-feira a passagem à fase 2 nas competições desportivas, o que admite os treinos de conjunto com contacto, numa altura em que se espera um regresso da Liga inglesa de futebol em meados de junho.

Os clubes tinham iniciado os treinos em pequenos grupos, passando agora para uma segunda fase.

A Liga inglesa conta com os treinadores portugueses José Mourinho (Tottenham) e Nuno Espírito Santo (Wolverhampton), e com os futebolistas Bernardo Silva e João Cancelo (Manchester City), Bruno Fernandes e Diogo Dalot (Manchester United), Ricardo Pereira (Leicester), Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho, Diogo Jota, Rúben Vinagre, Bruno Jordão, Daniel Podence, Pedro Neto (Wolverhampton), Gedson Fernandes (Tottenham), Cédric Soares (Arsenal), André Gomes (Everton) ou Domingos Quina (Watford).

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho, depois de a Liga alemã ter sido retomada em 16 de maio.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.