Os clubes da Premier League estão a analisar uma nova medida sobre a intermediação de transferências. A ideia é que os jogadores passem a pagar do próprio bolso as comissões aos empresários, em vez de serem os clubes a suportar essa despesa.

Os responsáveis da liga inglesa vão reunir esta quinta-feira para debater mais uma vez esta medida, depois de recolherem alguns pareceres jurídicos. A contrapartida pode passar pelo aumento dos salários dos jogadores, mas os clubes ingleses acreditam que isso é justificável se restringir os valores pedidos atualmente por alguns empresários.

Segundo a 'Sky Sports', no ano passado, os clubes da Premier League pagaram 250 milhões de euros a empresários de jogadores. Se a medida for aprovada, esses valores passam a ser suportados pelos jogadores e não pelos cofres dos clubes.

Uma das transferências tomada como base neste processo é a de Paul Pogba da Juventus para o Manchester United no final da temporada 2015/2016. O médio francês atualmente com 25 anos custou, na altura, 105 milhões de euros aos 'red devils'. O seu agente, Mino Raiola, encaixou cerca de 45 milhões de euros em comissões, de ambos os clubes.

Os responsáveis da Premier League consultaram vários advogados na esperança de que os seus planos sobrevivam aos desafios legais que precisam de enfrentar por reduzirem os potenciais ganhos de um empresário. A reunião desta quinta-feira vai servir para que os clubes decisam se preferem adotar estas medidas sozinhos ou aliar-se à FIFA, que também considera fazer mudanças no sistema atual de comissões.

Outra das propostas em cima da mesa é a de voltar a introduzir um "exame" para todos os agentes de jogadores, para ver se estes estão adequadamente qualificados para atuar como intermediários. Além disso, os empresários serão ainda obrigados a fazer todos os negócios através de uma conta bancária no Reino Unido, e serão obrigados a fornecer uma declaração anual de todos os negócios à Federação Inglesa de Futebol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.