José Mourinho já trabalha no Tottenham. O técnico português orientou o primeiro treino no seu novo clube, depois de ter sido confirmado nos 'spurs' ao início da manhã desta quarta-feira.

O técnico luso, que estava sem clube desde que deixou o Manchester United, em dezembro do ano passado, substituiu o argentino Mauricio Pochettino, tendo já dirigido o treino que a equipa realizou hoje, estando a conferência de imprensa de apresentação agendada para as 14:00 de quinta-feira, em Londres.

Em declarações aos meios de comunicação do clube, Mourinho falou do desafio que acaba de aceitar, do estádio, dos jogadores, e do que pode fazer na formação londrina.

Desde o Porto até Manchester, eis os 25 títulos de Mourinho
Desde o Porto até Manchester, eis os 25 títulos de Mourinho
Ver artigo

"Não podia estar mais feliz e se não estivesse assim, não estava aqui", começou por dizer.

"Posso prometer paixão, pelo meu trabalho, mas também pelo meu clube. É um privilégio ser treinador deste clube [...] Recebo com expetativa o desafio, a responsabilidade de trazer felicidade para toda a gente que ama o clube", atirou.

Mourinho promete potenciar os jovens da Academia do Tottenham, um emblema também conhecido por formar bons jogadores.

"Sempre falei do potencial do clube, sobre a qualidade dos jogadores, do trabalho magnifico feito pelo clube. Gosto muito deste plantel e ao olhar para os jogadores jovens... Não há um treinador no mundo que não goste de jogar com jovens e de ajudar a desenvolvê-los. O problema é que às vezes chegas a clube onde o trabalho que está abaixo de ti não é bom o suficiente para produzir estes jogadores então olho para a nossa história e vê-se que a academia está sempre a dar os talentos que a primeira equipa precisa e estou ansioso por trabalhar com este perfil", comentou.

Galeria: Mourinho no Tottenham é manchete na imprensa internacional
Galeria: Mourinho no Tottenham é manchete na imprensa internacional
Ver artigo

O português irá fazer a sua estreia este sábado, num dérbi londrino com o West Ham. Os 'spurs' são apenas 14.º na tabela, longe dos lugares cimeiros.

"Sabemos onde estamos e que não pertencemos lá. Temos de jogar jogo a jogo. Entrar no próximo jogo para ganhar, depois no seguinte e por aí em diante até ao último. No final da época, veremos em que posição estaremos, mas sei que estaremos numa posição diferente da atual", garantiu.

Nas declarações, José Mourinho deixou rasgados elogios ao novo estádio dos 'spurs', inaugurado este ano.

No Tottenham, escreve-se a nova página da recheada carreira de Mourinho
No Tottenham, escreve-se a nova página da recheada carreira de Mourinho
Ver artigo

"Quando dizes que o estádio é lindo estás a ser humilde. Tens de dizer que é o melhor estádio do mundo. O campo de treinos não fica atrás de mais nenhum. Só pode, talvez, ser comparado com os campos de treinos de algumas equipas de futebol americano. Não se pode comparar com o nível europeu a qualquer nível – e eu estive na maioria dos melhores lugares. É impossível comparar algo com o estádio. É algo que nos enche de orgulho. Mas não só, as condições de trabalho são incríveis", terminou.

Mourinho, de 56 anos, assinou contrato com os 'spurs' até 30 de junho de 2023 e volta à ‘Premier League’ depois de duas passagens pelo Chelsea (2004/05 a 2007/08 e 2013/14 a 2015/16) e uma pelo Manchester United (2016/17 a 2018/19), que o despediu em 17 de dezembro de 2018.

Na sua carreira, o treinador luso, que já venceu duas edições da Liga dos Campeões, uma Liga Europa e uma Taça UEFA, além de oito campeonatos nacionais, também orientou o Benfica, a União de Leiria, o FC Porto, o Inter Milão e o Real Madrid.

O Tottenham, finalista vencido da última edição da Liga dos Campeões, ocupa, após 12 jornadas, o 14.º lugar da 'Premier League', com 14 pontos, menos 20 do que o líder Liverpool, campeão europeu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.