Gonzalo Higuaín, de 31 anos,  que já passou por clubes como Real Madrid e Juventus, estando atualmente ao serviço do Chelsea, falou das inseguranças que sente fora dos relvados.

“Uma das coisas que me arrependo é de todas a vezes que me refugiei dentro de casa. Tive várias alturas em que não sai à rua com medo do que ia ouvir, alturas em que falhei golos decisivos, etc. Não devia ter agido assim. Há tanta gente que fez coisas muito piores e que sai de casa sem vergonha, e nós, futebolistas que não matamos ninguém, cumprimos todas as guerras, temos vergonha de sair à rua só porque praticamos um desporto?”, disse o argentino em entrevista à ESPN.

Porém, Higuaín admite que já ultrapassou essas inseguranças.

“Estou numa etapa da minha vida em que já não quero saber das críticas. Aliás, o facto de não ter redes sociais ajuda-me isso. Joguei nos melhores campeonatos, nas melhores equipas, participei em três Mundiais e três Copas Américas. Quando tinha cinco anos não imaginava que ia conseguir um décimo do que consegui, por isso porque me vou preocupar com os outros?”, concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.