O Everton anunciou que está a investigar um alegado ato de racismo de um adepto contra Heung-min Son.

O avançado sul-coreano do Tottenham, recorde-se, foi expulso após uma entrada dura sobre André Gomes e, quando se dirigia para os balneários, um apoiante dos 'toffees' foi apanhado a fazer gestos considerados racistas, ao puxar os olhos para o lado, numa alusão à origem do jogador.

"O Everton está a investigar um alegado incidente de comportamento racista por um adepto que estava na partida contra o Tottenham. O Everton condena fortemente qualquer forma de racismo. Qualquer comportamento deste tipo não tem lugar no nosso estádio, clube, comunidade ou jogo", pode ler-se numa nota publicada nas redes sociais do serviço de adeptos do clube.

André Gomes vai ser operado esta segunda-feira, depois de sofrer uma fratura com desvio do tornozelo direito, no jogo frente ao Tottenham, na véspera.

Aos 78 minutos da partida, o médio português recebeu a bola junto a linha lateral e, depois de arrancar, foi derrubado por Son, acabando por torcer o tornozelo direito no momento em que apoiou a perna no chão.

O jogador do Tottenham foi sancionado com um cartão amarelo pela entrada, mas o árbitro Martin Atkinson acabou por retificar a decisão e mostrou o cartão vermelho direto ao avançado sul-coreano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.