O Arsenal vai doar cerca de 108.000 euros a instituições de caridade em Londres, que ajudam os mais necessitados no combate à pandemia da covid-19, anunciou hoje o clube da primeira liga inglesa de futebol.

“A Fundação Arsenal doará 100.000 libras [pouco mais de 108.000 euros] para instituições de caridade e organizações locais, que apoiam os mais necessitados durante a crise da Covid-19”, escreveram os ‘Gunners’ na sua página oficial na Internet.

O clube da capital inglesa, no qual alinha o internacional português Cédric Soares, reforça que “nestes tempos de incerteza, está a adotar uma série de medidas para garantir que as comunidades locais e globais recebam todo o seu apoio”.

No mesmo comunicado, o clube informa que vai disponibilizar, a partir de hoje, os veículos do clube aos profissionais de saúde para efeitos de entrega de medicamentos e outros pedidos de urgência.

O diretor dos ‘Gunners’ Vinai Venkatesham terminou a nota com uma mensagem de união e solidariedade: "O Arsenal existe para deixar nossos adeptos orgulhosos e criar um senso comunitário para as pessoas em Islington [localidade de Londres], em todo o Reino Unido e em todo o Mundo. Durante esses tempos incertos e sem precedentes, vamo-nos esforçar para garantir que assim seja”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 386 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 17.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 6.077 mortos em 63.927 casos. Segundo as autoridades italianas, 7.024 dos infetados já estão curados.

Em Portugal, há 30 mortos e 2.362 infetados confirmados. Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.