O Chelsea assegurou esta tarde a passagem para 2010 na condição de líder da Liga inglesa, graças ao triunfo muito sofrido sobre o Fulham, em desafio da 20ª jornada do campeonato.

Contudo, tudo começou mal para a equipa de Carlo Ancelotti. Um golo de Zoltan Gera, aos 4 minutos, parecia dar força à ideia de crise nos 'blues', depois de um arranque fulgurante na Liga.

De facto, foi necessário esperar pela segunda parte para assistir à reviravolta do Chelsea, num momento em que Ricardo Carvalho era já o único português em campo (Paulo Ferreira tinha sido entretanto substituído). E bastaram três minutos para dar a volta ao marcador. Drogba fez de cabeça o empate, aos 73', e um auto-golo de Smalling, aos 75', deitou por terra as aspirações dos 'cottagers', assinando assim o 2-1 para o Chelsea.

Face a esta vitória, o Chelsea dispõe agora de cinco pontos de vantagem sobre o Manchester United, que joga apenas na quarta-feira com o Wigan, em Old Trafford. No mesmo dia, o terceiro classificado Arsenal desloca-se ao reduto do Portsmouth, a fim de reduzir os sete pontos de desvantagem para o líder, mas tem também dois jogos em atraso que poderão colocar os gunners a um ponto do topo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.