No embate que juntava, no tradicional "Boxing Day", o terceiro e quarto do campeonato, ganhou o melhor classificado, muito por culpa da aposta do técnico francês Arsene Wenger no espanhol Francesc Fabregas no segundo tempo.

Algo limitado por problemas físicos, Fabregas "saltou" do banco na segunda parte, aos 57 minutos, para construir o triunfo do Arsenal, com um "bis" aos 65 e 81 minutos.

Já sem Fabregas em campo (saiu três minutos depois do segundo golo), o francês Vassiriki Diaby fechou a contagem para os anfitriões nos descontos.

Com o quarto triunfo nos últimos cinco jogos para o campeonato, o Arsenal destacou-se provisoriamente no segundo lugar, a quatro pontos do Chelsea, que sábado empatou no terreno do Birmingham, e com um ponto de vantagem sobre o Manchester United, que ainda hoje fecha esta ronda pós-natalícia no recinto do Hull City.

No sábado, outro adversário de um clube português nas competições europeias, o Everton (defronta o Sporting nos 16 avos-de-final da Liga Europa), somou o sétimo jogo consecutivo sem vencer no campeonato, ao empatar no recinto do Sunderland (1-1).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.