A Bélgica venceu hoje o pentacampeão Brasil por 2-1 e qualificou-se pela segunda vez na sua história, 32 anos depois, para as meias-finais do Mundial de futebol, no segundo encontro dos ‘quartos’ da edição de 2018.

Em Kazan, Fernandinho, aos 13 minutos, na própria baliza, e Kevin De Bruyne, aos 31, apontaram os tentos dos belgas, enquanto Renato Augusto marcou, aos 76, o golo dos brasileiros.

Os belgas, que só tinham chegado às meias-finais em 1986, perdendo então por 2-0 com a Argentina, por culpa de um ‘bis’ de Maradona, vão disputar o acesso à final com a França (2-0 ao Uruguai), na terça-feira, em São Petersburgo.Com as eliminações de Uruguai e Brasil, já só há equipas europeias na fase final do Mundial de 2018.

De acordo com os dados estatísticos da GoalPoint, Kevin De Bruyne foi o melhor jogador em campo no jogo entre Brasil e Bélgica com um rating de 7.5. O internacional belga fez um golo, sete recuperações de posse, três remates longos com sucesso e três passes para finalização.

Já em relação aos dados estatísticos globais de ambas equipas, a GoalPoint mostra que o Brasil teve mais remates (27 contra 9), maior eficácia no passe com 89% (contra 80%) e três ocasiões flagrantes de golo. Já a Bélgica destacou-se nos duelos ganhos com um total de 62 contra 49.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.