Neymar foi muito criticado durante o Mundial da Rússia pela sua prestação dentro de campo. Num anúncio da Gillete Brasil, o internacional brasileiro admitiu os exageros dentro de campo, mas relembrou também o que já sofreu fora das quatro linhas.

"Podem achar que eu exagero, e às vezes, exagero mesmo. Mas é real que sofro dentro de campo, agora na rua… Nem imaginam o que eu passo fora dele. Quando eu saio sem dar entrevista, não é porque só quero os louros da vitória, mas porque ainda não aprendi a decepcionar-te", confessou Neymar.

"Quando eu pareço malcriado, não é porque sou um menino mimado, mas porque ainda não aprendi a frustrar-me. Dentro de mim ainda existe um menino: às vezes ele ainda encanta o mundo, e às vezes ele irrita todo o mundo, e a minha luta é para manter esse menino vivo, mas dentro de mim, e não dentro do campo", revelou o jogador do Paris Saint-Germain.

Criticado por simular lesões, Neymar disse ainda que "podem achar que eu caí demais, mas eu não caí: eu desmoronei. Isso dói muito mais que uma pisadela no tornozelo em que fui operado. Demorei para aceitar as críticas, para me olhar ao espelho e me transformar num novo homem. Eu caí mas só quem cai pode-se levantar".

A seleção brasileira foi eliminada nos quartos-de-final do Mundial da Rússia, pela Bélgica. Na soma de todos os jogos da canarinha, Neymar passou cerca de 14 minutos deitado no chão, foi daí que surgiram as críticas ao internacional brasileiro.

Confira o vídeo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.