O presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF) confirmou, esta quinta-feira, que Didier Deschamps continuará como selecionador francês, descartando a hipótese de ser substituído por Zinedine Zidane.

"Didier vai continuar até 2020", disse Niel le Graet ao canal BFMTV, lembrando que o antigo treinador do Real Madrid nunca "mostrou vontade" de assumir o cargo de selecionador dos agora campeões do mundo.

"Deschamps é um homem que trabalha e não deixa espaço aos imprevistos", disse o presidente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.