A maior prova de futebol moçambicana, o 'Moçambola', vai arrancar no dia 27 de abril, após um adiamento devido a passagem do ciclone Idai no centro de Moçambique, anunciou hoje o presidente da Liga Moçambicana de Futebol (LMF).

"Depois de a direção da Liga Moçambicana de Futebol ter visitado as cidades da Beira e Chimoio [pontos afetados pelo ciclone Idai no centro de Moçambique], para ver se haviam condições para o arranque, foi decidido que as condições estão criadas para o arranque da prova no dia 27", disse Ananias Couana.

O presidente da Liga Moçambicana de Futebol falava, em Maputo, momentos após uma reunião com as direções dos 16 clubes que vão disputar o campeonato.

O arranque do Moçambola estava previsto inicialmente para 30 de março, mas os estragos causados pelo ciclone Idai e cheias no centro de Moçambique obrigaram a Liga Moçambicana de Futebol a adiar o início da prova.

"Tendo em conta os aspetos de organização interna, principalmente para os clubes do centro de Moçambique, achamos que esta seria a melhor data", acrescentou.

As 16 equipas do 'Moçambola' vão disputar o campeonato nacional de 2019 divididas em duas regiões: sul e centro/norte.

Os dois grupos vão jogar no formato tradicional de todos contra todos, em duas voltas, apurando-se para a fase final os quatro primeiros classificados, que vão jogar no mesmo sistema, também em duas voltas.

O organismo federativo optou por aquele modelo, abandonando o sistema em que as 16 equipas jogavam todas entre si, igualmente em duas voltas.

A decisão foi motivada pelas limitações financeiras que a LMF enfrenta desde o ano passado e que chegaram a colocar em risco a conclusão do 'Moçambola' de 2018, o que não aconteceu graças à intervenção do governo moçambicano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.