O internacional português Renato Sanches, que estava vinculado ao Bayern de Munique, assinou por cinco temporadas com o Lille, anunciaram hoje os dois clubes nos respetivos sites oficiais, sem revelarem os valores da transferência.

“O meu desejo era juntar-me ao Lille. Estou muito feliz por estar aqui. Estavam em contacto com o Luís Campos [diretor desportivo do Lille] há muito tempo. O projeto e a confiança que manifestaram em mim convenceram-me”, afirmou Renato Sanches, em declarações reproduzidas na página do Lille.

No Lille, que vai jogar a Liga dos Campeões após ter sido vice-campeão em 2018/19, o novo número '18' dos 'dogues' vai encontrar o diretor desportivo Luís Campos e os colegas de equipa lusos Tiago Djaló, José Fonte e Xeka.

O Bayern de Munique reagiu à transferência através do presidente Karl-Heinz Rummenigge, o qual revelou que Renato Sanches pediu para sair para que “pudesse jogar com regularidade”, também com o objetivo de estar entre os eleitos da seleção portuguesa para o Euro2020.

Por seu lado, o diretor desportivo dos heptacampeões germânicos, o antigo jogador Hasan Salihamidzic, afirmou que Sanches “deu tudo” nos três anos em que esteve ligado ao clube da Baviera e agradeceu ao médio luso.

Apesar de os dois clubes não terem revelado os valores do negócio, fonte próxima do processo disse à agência noticiosa France Presse que o jogador custará “20 milhões de euros”, uma verba recorde para o clube, cuja transferência mais cara foi a de Yusuf Yazici, no início de agosto, por 16,5 milhões de euros.

O antigo jogador do Benfica, contratado pelos campeões alemães por uma verba inicial de 35 milhões de euros em 2016, chegou a jogar por empréstimo no Swansea, realizando na época transata 24 jogos (dois golos) pelos bávaros.

Esta temporada, levava já três jogos oficiais, um deles na derrota na Supertaça para o Borussia Dortmund (2-0), podendo relançar a carreira em França depois de vários anos de pouca utilização que o afastaram, também, da seleção portuguesa, com quem foi campeão europeu em 2016.

Nesse ano, recebeu o prémio Golden Boy e transferiu-se para o Bayern, por quem conquistou três Ligas alemãs, depois do campeonato com o Benfica, mas em anos de utilização esporádica, numa ainda curta carreira que conta com 18 internacionalizações (um golo).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.