O português Paulo Sousa rescindiu hoje o seu contrato com o Bordéus, 12.ºs classificados da Liga francesa quando foi a competição foi cancelada devido à pandemia de covid-19, confirmou à Lusa a assessoria do treinador.

Paulo Sousa, de 49 anos, deixou o clube ao qual chegou em março de 2019, devido ao incumprimento com o projeto desportivo proposto, explicou a mesma fonte, acrescentando que o português já tinha assumido a vontade de rescindir o contrato que o ligava ao clube até 30 de junho de 2022.

O antigo médio de Benfica, Sporting, Juventus, Borussia Dortmund, Inter Milão, Parma, Panathinaikos e Espanyol estreou-se como treinador nas seleções jovens portuguesas, seguindo-se passagens por Queens Park Rangers, Swansea, Leicester, Videoton, Maccabi Telavive, Basileia, Fiorentina e Tianjin Quanjian.

No seu historial como técnico, Paulo Sousa sagrou-se campeão na Suíça (2014/15) e em Israel (2013/14), tendo ainda conquistado uma Taça de Israel (2013/14), uma Taça da Liga húngara (2011/12) e duas Supertaças da Hungria (2011/12 e 2012/13).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.