O Marselha, do treinador português André Villas-Boas, empatou hoje a 1-1 na receção ao Montpellier, para a sexta jornada, e falhou o ataque à liderança da Liga de futebol, entregue ao campeão Paris Saint-Germain.

O Montpellier, com o português Pedro Mendes a titular, chegou à vantagem com um golo na própria baliza por Bouna Sarr, aos 17 minutos, e Valère Germain empatou para o Marselha, aos 74.

No período de descontos o encontro ‘aqueceu’ e registou três expulsões, duas para o Marselha, que viu Kamara e Payet saírem do terreno de jogo mais cedo, e uma para o Montpellier, que ficou privado de Fernim.

O Marselha segue provisoriamente na terceira posição da tabela classificativa, com 11 pontos, a um do líder Paris Saint-Germain, que soma menos um jogo, a disputar domingo em casa do Lyon, e do Nice, que hoje venceu o lanterna-vermelha Dijon, por 2-1.

O Bordéus, do português Paulo Sousa, empatou 2-2 na receção ao Brest, e ascendeu provisoriamente do nono ao sexto posto, com nove pontos, mas mais um jogo do que Lille e Angers, com os mesmos pontos, e Lyon, com menos um.

O Mónaco, orientado por Leonardo Jardim e com os portugueses Adrien Silva, Gelson Martins e Gil Dias a titulares, empatou 0-0 na deslocação a casa do Reims e continua no fundo da tabela e sem vencer na presente edição da Liga gaulesa.

A equipa monegasca segue no 19.º lugar, com três pontos, mais dois do que o Dijon, cuja derrota de hoje permitiu ao Nice ultrapassar o Marselha.

O cabo-verdiano Júlio Tavares, aos 22, deu vantagem ao Dijon, enquanto o dinamarquês Dolberg, aos 29, e o argelino Atal, aos 47, concretizaram a reviravolta do Nice.

O Nimes venceu por 1-0 na receção ao Toulouse, com um golo de Romain Philippoteaux, aos 39 minutos, e o Amiens triunfou por 2-1 em casa do Metz, com golos de Serhou Guirassy, aos 39 minutos, e do maliano Bakaye Dibassy, aos 54. O senegalês Diallo ainda reduziu para o Metz, aos 68.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.