Treinador do SC Braga analisou o triunfo sobre o Vitória de Guimarães e deixou alguns reparos à arbitragem.

Críticas a arbitragem e análise

"Se empatássemos este jogo ou o perdêssemos acho que era injusto. Tivemos as melhores oportunidades e eles acabam por fazer golo sem terem grande oportunidades, sem serem acutilantes, sem terem muita objetividade no seu jogo, sem volume em termos ofensivos. Através de um cruzamento aqui, outro acolá, umas bolas diretas. Enfim sempre difíceis de defender e nós em dois minutos podíamos ter perdido o jogo. Neste tipo de competições, com grande responsabilidade, acho que o VAR também devia existir. Houve lances que suscitaram muitas dúvidas, nomeadamente do nosso lado. Marcou o lance do Pablo [a grande penalidade], que para mim disputa o lance numa carga de ombro normal, e até nem sei se está dentro de área. O Vida empurra o Palhinha dentro de área na primeira parte e nada aconteceu. Podia-nos ter custado caro e não merecíamos. Felizmente a equipa estava preparada para reagir perante a adversidade. Ia fazer uma substituição na altura do penálti, tivemos de alterar e as coisas depois correram bem, o Wilson acabou por entrar bem no jogo, acabou por ser decisivo também e temos imenso mérito nesta vitória".

Importância do triunfo

"É uma vitória do espírito de equipa, numa eliminatória recheada de bons jogadores, num ambiente muito difícil, com uma equipa muito pressionante, não só sobre o árbitro, sobre os nossos jogadores, emocionalmente de grande exigência e fomos extraordinários, estou muito contente".

Vários jogadores na frente

"Senti que a equipa estava confiante e o papel do treinador também é esse, há alturas em que não podemos ser tão defensivos. Estamos a ler o jogo e senti que a equipa estava a pedir uma outra alteração e senti que neste jogo podíamos chegar à vitória. Há alguns jogos em que os adversários realmente são ainda mais difíceis, a equipa está mas cansada, não é possível reagir, enfim, temos de respeitar humildemente que não é possível outro resultado. Achava, antes do jogo, que empatar aqui era um bom resultado porque é o cabeça de série do grupo e portanto seria um bom resultado à partida. Com o decorrer do jogo percebi que podíamos ganhar algo mais e felizmente correu bem".

Já pensa na passagem

"Não admito nada. Sabe que no futebol ainda hoje vimos que em dois minutos podiam dar a volta ao jogo se marcam o penálti e não era merecido. Isso pode acontecer a qualquer equipa, e contra equipas de grande nível. Como já disse, quer contra o Wolverhampton, quer contra o Besiktas, são equipas de grande qualidade em que os resultados serão imprevisíveis. O factor casa, para mim, não é suficiente para assumir algum tipo de responsabilidade porque são equipas que têm outras valências. Agora tudo iremos fazer para ganhar os jogos me casa, sem dúvida nenhuma".

Aproveitar o espírito para a Liga

"Sem dúvida nenhuma. Vamos ter agora o Santa Clara, uma equipa difícil, que está a fazer um bom campeonato, que tem bons jogadores e agora é recuperar bem a equipa fisicamente. Depois de hoje é esquecer esta grande vitória e começar a preparar o jogo do Santa Clara a partir de amanhã [sexta-feira]. O foco agora é na recuperação total física da equipa para nos apresentarmos na máxima força frente ao Santa Clara."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.