O FC Porto perdeu em Glasgow como Rangers por 2-0 com golos de Morelos e S.Davis e fica no terceiro lugar do grupo G já a três pontos do segundo classificado, precisamente os escoceses.

Sérgio Conceição mexeu na equipa e fez entrar Alex Telles, que não alinhava a titular desde a receção aos escoceses no Dragão e Matheus Uribe que nos últimos dois jogos do FC Porto somava apenas 67 minutos. Luís Diaz, marcador do golo ‘portista’ na recepção ao Rangers e Bruno Costa ficaram no banco.

O FC Porto começou a causar muito perigo e ficou muito perto do golo, com Pepe aos oito minutos, na sequência de um canto, a ver a bola a ficar a centímetros de passar a linha. Kamara tirou a bola em cima da linha e impediu o primeiro golo da partida.

O jogo mostrava-se dividido, com o FC Porto melhor durante grande parte da primeira parte. O Rangers realizou o seu primeiro remate apenas aos 28 minutos, com Kent, em posição frontal a atirar muito por cima da baliza dos ‘dragões’.

O FC Porto ia criando perigo e Soares, num cabeceamento, obrigou McGregor, guardião do Rangers, a uma grande defesa. Contudo, já tinha sido marcado fora de jogo ao avançado brasileiro.

O Rangers teve o seu melhor momento até então nos últimos minutos da 1.ª parte, com Barker já nos descontos a atirar muito por cima.

No regresso dos balneários, nenhum dos técnicos realizou alterações nas equipas mas Sérgio Conceição viu-se obrigado a mexer: pouco mais de um minuto depois do inicio da segunda parte, Pepe deu sinal para o banco com queixas musculares e 'obrigou' à entrada de Luis Díaz.

O Rangers entrou melhor, com Kent a obrigar Marchesin à defesa aos 60 minutos.

A defesa escocesa voltou a 'tirar o pão da boca' do 'dragão' quando aos 67', Manafá surge ao segundo poste e vê o seu desvio a ser cortado em cima da linha.

O FC Porto tentava, mas a regra mais antiga do futebol acabou por se aplicar aos 'dragões': quem não marca...

Morelos, aos 69', recebe a bola de Ryan e já dentro da grande área, rodeado de defesas dos 'dragões' , chuta para o fundo da baliza defendida por Marchesin.

Os 'dragões' quase que nem tiveram tempo para respirar quando quatro minutos depois do primeiro, Steven Davis faz o segundo com assistência de Morelos.

Sérgio Conceição após o segundo colocou Fábio Silva em campo esgotando as substituições (aos 64' Zé Luís entrou para o lugar de Soares).

A verdade é que nem com o jovem 'dragão' em campo o FC Porto causava perigo, tendo a melhor ocasião já perto do final quando, aos 85 e aos 89 minutos, Zé Luís tentou cabeceamento mas a bola saiu ao lado.

Com a derrota em Glasgow, o FC Porto fica no último lugar do grupo G, somando quatro pontos, os mesmos que o Feyenoord, 3.º classificado. Rangers e Young Boys somam sete pontos com os suiços no primeiro lugar do grupo.

*Artigo atualizado às 22:00. 

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.