Emanuel Ferro, adjunto de Silas no Sporting, fez a antevisão do jogo dos 'leões' na próxima quinta-feira frente ao Istambul Basaksehir, para a 1.ª mão dos 16-avos de final da Liga Europa.

Onze em comparação com o último jogo (vs Rio Ave)

"Sem dúvida que a equipa que irá entrar será bastante competitiva, que nos dá mais certeza num bom resultado, importante para o desfecho a eliminatória. Cada jogo é um jogo, cada competição é uma competição. Nos temos um plantel que é bastante rico, em relação a jovens e a jogadores com mais experiência e vamos dar o nosso melhor"

Liga Europa é tábua de salvação

"Imaginemos que o cenário seria diferente em relação as competições nacionais, a responsabilidade seria a mesma. Nós olhamos para esta competição de uma forma competitiva, são jogos com grandes equipas, com jogadores que se querem mostrar, são jogos para os quais clubes como o Sporting tem de estar perfilados para um bom desempenho"

Istambul Basaksehir

"O Sporting tem de se preocupar com aquilo que é o seu processo, à procura do seu resultado e tirar o máximo de vantagem no jogo de amanhã que será diferente aos restantes jogos que o adversário já fez. Jogando em casa queremos tirar partido disso, queremos ser dínamo no apoio do público à equipa e isso será importante para um bom resultado"

Estrelas do Istambul Basaksehir

"A equipa técnica e todo o plantel fez o trabalho que fez sempre para ter o melhor desempenho, nunca perdendo o foco naquilo que são os seus processos. Vamos encontrar um adversário que tem jogadores que acumularam bastante experiência em competições internacionais, mas nós tambem temos jogadores com grande experiência internacional e isso fará do jogo de amanhã um jogo que todos os jogadores querem jogar"

Táctica sem Mathieu

"O sistema tático não está relacionado com a ausência de Mathieu, também já jogamos com o Borja numa defesa a três. As decisões são tomadas com as carateristicas do jogo. Vamos entrar conscientes de que temos de fazer golos"

Quem marca os golos agora sem Luiz Phellype e Bruno Fernandes

"Quando o Bruno jogava, outros não jogavam. Temos soluções muito fortes na finalização. Tivemos jogos aqui em casa com as equipas mais fortes do campeonato, tivermos oportunidade que falhamos por centímetros, mas provamos que conseguimos criar"

Maus resultados com a saída de Bruno Fernandes

"A identidade tem-se apresentado sempre. Tivemos no melhor e no pior e temos que assumir isso, estamos num clube grande temos de assumir. São onze jogadores, mais o que estão preparados e os que treinam todos os dias. Amanhã será um jogo diferente, acredito, que dos últimos jogos"

Acuña e Vietto

"Estão na convocatória para o jogo"

Responsabilidade

"Num clube como Sporting sentimos todos os dias a vontade de satisfazer os nossos adeptos, independente dos jogos e dos resultados. A responsabilidade é enorme no clube, que tem todas as condições.

Quem assumiu o protagonismo depois da saída de Bruno Fernandes

"Olhando para os jogos, consigo perceber que a equipa sempre se quis assumir como protagonista. O Bruno já não está connosco, está noutra equipa e certamente vai receber mais elogios. O cariz da equipa foi sempre coletivo. Pode haver um jogador que se destaque mas o protagonismo tem de ser coletivo"

Sporar , Bolasie

"São jogadores com características diferentes. O Bolasie tem ajudado muito e o Sporar chegou há pouco tempo. Ainda não teve a oportunidade de marcar como queria e todos desejamos. O fundamental aqui é o coletivo"

*Artigo atualizado às 19h07 

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.