O defesa-central Pepe foi o jogador escolhido pelo FC Porto para fazer a antevisão do encontro desta terça-feira frente à Roma, a contar para os oitavos de final da Liga dos Campeões.

O internacional português sublinhou que os jogadores vão fazer de tudo para conquistar a vitória de modo a resolver a eliminatória em Portugal.

Regresso à Liga dos Campeões: Jogar a Champions é sempre especial para qualquer jogador, para mim mais ainda porque estou num clube que respeito muito e que me projetou para o que sou hoje. Estou bastante feliz de poder estar aqui hoje.

Experiência é decisiva nesta fase? O mais importante é o trabalho, é sermos o que o FC Porto tem vindo a demonstrar na competição. O FC Porto tem demonstrado que trabalha. É uma equipa unida dentro de campo, temos uma entrega enorme. Independentemente da experiência ou não temos de ser aquilo que somos: uma equipa humilde dentro de campo.

Esperava já estar aí sentado? (Chegou há menos de dois meses): "Eu poder estar aqui sentado não significa nada. Quem sabe isso é o mister. Hoje sou eu, mas amanhã pode ser outro. O mais importante é o grupo, o nosso espírito de enfrentar o jogo de amanhã. Vamos fazer de tudo para ganhar e para levar uma vitória para Portugal para decidir a eliminatória em casa. Os 11 jogadores vão dar o seu melhor para ajudar o Porto na Champions."

Como analisa um dos melhores ataques de Itália? O coletivo da Roma é muito bom. É uma equipa que gosta de ter posse de bola, muito vertical no jogo. Estamos a preparados e focados no que temos de fazer dentro de campo para tentar surpreender o adversário.

Reencontro com Casillas no FC Porto: É sempre bom encontrar um companheiro com quem trabalhei tanto tempo. Ganhámos muitos títulos juntos e espero poder dar continuidade a esses títulos aqui no FC Porto.

Já defrontou a Roma no passado com o Real Madrid. Quais são os principais desafios? São jogos diferentes, clubes diferentes e jogadores diferentes. Sabemos que vamos ter muitas dificuldades amanhã mas vamos fazer tudo para ter um resultado positivo.

Como te sentes no FC Porto? Sinto-me bem e forte. Trabalho bem. Os níveis de exigência do FC Porto são altos, com treinos muito competitivos. Temos de estar sempre preparados. O segredo é o trabalho que o FC Porto faz.

Momento menos positivo no campeonato pode refletir-se na Liga dos Campeões? É sempre bom ganhar, mas nós ainda também não perdemos. São competições diferentes. O nosso foco tem de estar no jogo de amanhã. Os jogadores vão honrar a camisola do FC Porto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.