O Nápoles anunciou hoje a “tomada de medidas legais, em todas as instâncias”, contra os futebolistas do clube que na terça-feira se recusaram a permanecer na concentração ordenada pelo presidente, Aurélio De Laurentiis.

O líder do clube, no qual alinha o português Mário Rui, ordenou ao treinador Carlo Ancelotti que mantivesse a equipa concentrada no centro de estágio de Castel Volturno até domingo, depois de três jogos consecutivos sem ganhar na Série A italiana.

Na terça-feira, após o empate a um golo com o Salzburgo, para a Liga dos Campeões, os jogadores recusaram-se a cumprir a ordem do presidente e regressaram às suas casas em viaturas privadas.

Em comunicado, o clube napolitano informou hoje que, “tendo em conta o comportamento dos futebolistas na noite de 05 de novembro, irá defender os seus direitos económicos, patrimoniais, de imagem e disciplinares, junto das entidades competentes”.

A equipa napolitana, sétima classificada da liga italiana, treinou hoje com normalidade, tendo os jogadores regressado a casa, continuando a desrespeitar a ordem do presidente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.