Por alguma razão, o Bayern surge no BetClic e em outras casas de apostas na segunda posição como possível vencedor da Champions, só mesmo atrás do City de Guardiola. Não é por acaso...

Especial Liga dos Campeões: Acompanhe todas as decisões com o SAPO Desporto! 

O Bayern liderado por Robert Lewandowski, um dos jogadores do ano no velho continente, e o artilheiro da prova, com 13 golos vai tentar levar o conjunto bávaro a mais um título europeu. O maior clube da Alemanha já se sabe é um daqueles crónicos candidatos a levar a 'orelhuda' para casa, isto depois de ter vencido cinco títulos de Campeão Europeu ao longo da sua história. Para encontro dos quartos de final, frente ao Bayern, os germânicos já sabem que têm um histórico positivo: Seis vitórias, contra dois empates e duas vitórias do Barcelona.

Na fase grupos, tudo relativamente tranquilo para o conjunto alemão. 18 pontos no Grupo B, o que se traduziu numa liderança inequívoca com oito pontos de vantagem sobre o Tottenham de José Mourinho. Mas passemos a recordar o percurso do Bayern até aos quartos de final, um percurso absolutamente esmagador, com 10 triunfos em outros tantos jogos.

Na primeira jornada da fase de grupos, o Bayern despachou o Crvena Zvezda (Estrela Vermelha de Belgrado) por concludentes 3-0, com golos de Coman (34´), Lewandowski (80´) e Muller (91´),, algumas estrelas cintilantes da constelação germânica.

Na segunda jornada, uma prova inequívoca de que os bávaros são um dos mais fortes candidatos a conquistarem mais um ceptro na liga milionária. Foram sete, recorda-se?  Sete golos apontados na casa do Tottenham na segunda jornada.. Isto perante uma equipa que tinha sido finalista vencido da Champions, onde só caiu frente ao Liverpool. Ao minuto 55´, o Bayern já ganhava por quatro zero, depois de golos de Kimmich, Lewandowski, Gnabry (2). Os 'spurs' ainda reduziram por Harry Kane, mas a máquina alemã continuou a cilindrar os londrinos com mais três golos apontados, da autoria de Gnabry, Lewandowski e mais um de Gnabry que apontou mesmo um póker.

Sem qualquer oposição no grupo, desta feita, foi o Olympiacos de Pedro Martins e do contingente português que se atravessou no caminho dos bávaros. A equipa grega vendeu porém caro o resultado. El-Arabi ainda colocou os de Atenas na frente, mas o Bayern respondeu com três golos sem resposta, com um bis de Lewandowski e mais dois golos de Tolisso. Guilherme, a 10 minutos do final da partida, marcou mais um golo para os gregos, mas o triunfo era do conjunto de Munique.

Na quarta jornada novo confronto novamente frente à equipa liderada por Pedro Martins e com José Sá, Rúben Semedo e Daniel Podence em campo do lado dos helénicos. Depois de uma primeira parte mais equilibrada, no segundo tempo, o Bayern colocou-se em vantagem pelo inevitável Lewandowski. A um minuto do final do encontro, Ivan Persicic marcou novo tento para os bávaros e confirmou o triunfo para os alemães que foram mesmo a primeira equipa a conseguirem o bilhete para os oitavos da competição.

Bayern bate Olympiacos, de Pedro Martins, e é o primeiro com 'bilhete' para os oitavos
Bayern bate Olympiacos, de Pedro Martins, e é o primeiro com 'bilhete' para os oitavos
Ver artigo

A passadeira vermelha do Bayern para os oitavos de final continuou a ser estendida desta feita, novamente frente ao Estrela Vermelha. Mais uma dúzia de golos apontados frente ao emblema sérvio. Goretzka apontou o primeiro, seguiu-se um impressionante 'póker' de Lewandowski. Tolisso, a um minuto do final (89´) fechou a contagem.

No derradeiro encontro do grupo, no Allianz Arena, o Bayern fez algo que nenhuma equipa conseguiu fazer nesta edição da Champions, que foi vencer todos os jogos na fase de grupos. Mourinho voltou a cair frente aos alemães, masdesta feita, o Tottenham perdeu por números mais meigos (3-1). Coman começou por dar vantagem ao Bayern (14´), Sessegnon respondeu ao minuto 20´ e Muller fez o golo da reviravolta para o conjunto da casa (45´). Já no segundo tempo, Philippe Coutinho estabeleceu o resultado final (64´).

Nos oitavos de final, Chelsea e Bayern defrontaram-se num duelo de antigos campeões europeus. De Londres e de Stamford Bridege, os alemães saíram com uma confortável vantagem na primeira mão, depois de três golos sem resposta. Gnabry (51´ e 54´) e Lewandowski (76´) apontaram os tentos que colocavam os de Munique com a eliminatória no bolso.

Já na Alemanha, com o jogo a ser retomado muitos dias  depois devido à pandemia do novo coronavírus, o rolo compressor dos alemães voltou a fazer das suas, com Lewandowski (x2), Perisic e Tolisso a fazerem o gosto ao pé. Abraham fez o tento do Chelsea.

Bayern 4-1 Chelsea: 'Rolo compressor' do Bayern não dá hipótese e segue rumo a Lisboa
Bayern 4-1 Chelsea: 'Rolo compressor' do Bayern não dá hipótese e segue rumo a Lisboa
Ver artigo

Mais um triunfo para os bávaros que ainda não perderam, ou sequer empataram, nesta edição da Liga dos Campeões e rumam aos quartos de final da competição. Veremos se o Barcelona tem capacidade para parar a locomotiva de Munique.

Especial Liga dos Campeões: Acompanhe todas as decisões com o SAPO Desporto! 

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.