Golo: "É fruto do nosso trabalho e qualidade. Os jogadores portugueses há muito que demonstram isso, muito também graças ao trabalho do 'mister' que tem tentado que o nosso jogo flua. E depois há a nossa garra, sobretudo depois de sofrermos um golo."

Renascimento esta época: "Não há renascimento. Estou confiante, a jogar, e as coisas acabam por sair. Se as pessoas trabalham e têm confiança, as coisas saem. Estou muito feliz e agradeço aos meus companheiros por as coisas me correrem bem."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.