O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, confirmou em carta enviada aos sócios dos 'merengues' que a equipa 'madridlena' não voltará ao Santiago Bernabéu para concluir a La Liga desta época. Em vez disso o clube jogará no Estádio Alfredo Di Stéfano, no centro de treinos do clube.

Segundo Pérez, esta decisão permitirá ao Real Madrid avançar nas obras de remodelação do Santiago Bernabéu que continuam a decorrer.

Na missiva enviada aos sócios, reconhece os "grandes prejuízos económicos derivados das medidas impostas para evitar a propagação da doença" e realça o esforços de "jogadores, técnicos, executivos e empregados do clube que renunciaram a parte do seu salário para reduzir o impacto financeiro previsível" no clube.

O líder do Real Madrid dá ainda conta da divulgação nos próximos dias das opções de compensação aos madridlistas que detinham lugares de época no Bernabéu.

Desta forma, os últimos seis jogos do Real Madrid em casa vão ser disputados em Valdebebas, o primeiro dos quais diante do Eibar, em 14 de junho, a contar para a 28.ª jornada, que marca o recomeço da prova e que arranca três dias antes, em 11, com o dérbi andaluz entre o Sevilha, de Rony Lopes, e o Bétis, de William Carvalho.

Caso se cumpram todos os prazos, e quando ainda faltam disputar 11 jornadas, a Liga espanhola ficará concluída no fim de semana de 18 e 19 de julho, numa decisão de regresso que engloba a II Liga, parada desde a 31.ª de 42 jornadas.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas - Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Espanha tem sido um dos países mais afetados pela pandemia, com 27.127 mortos e mais de 239 mil casos de infeção confirmados.

Os campeonatos de futebol de França, Escócia, Bélgica e dos Países Baixos foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 03 de junho. A Liga alemã foi retomada em 16 de maio.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 372 mil mortos e infetou mais de 6,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 2,5 milhões de doentes foram considerados curados.

*Artigo atualizado às 19h35

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.