O futuro de Cilessen continua a ser uma incógnita. O guarda-redes do Barcelona quer sair para um clube onde possa ser titular mas a direção blaugrana está a dificultar o negócio.

Numa entrevista ao site holandês 'Voetbal International', o guarda-redes da 'Laranja Mecânica' pede que o Barcelona baixe o preço pedido por ele, já que não acredita que uma equipa possa bater os 60 milhões de euros da sua cláusula de rescisão.

"A princípio, não será fácil. O que sei é que o Barcelona não irá deixar-me sair a troco de uma maça e um ovo", atirou.

No entanto, o suplente do alemão Ter Stegen no emblema da Catalunha lembra que o mercado está louco. O Liverpool deu 60 milhões à AS Roma para contratar o guarda-redes brasileiro Alisson. O Chelsea foi mais longe e bateu a cláusula de rescisão de Kepa, do Athletic Bilbao, pagando 80 milhões de euros pelo guardião espanhol.

"Realmente o mercado está louco, há que ser honesto. Pagam-se valores muito altos por jogadores, apesar de sabermos que não se justificam. Mas é o mercado que determina isto e estamos todos dependentes do mercado", assinalou o holandês.

Cilessen pede alguma flexibilidade aos dirigentes blaugrana, lembrando que nunca causou problemas.

"O clube sabe que nunca fui um jogador de fazer ruído", terminou, na entrevista ao 'Voetbal International'.

O guarda-redes holandês já foi apontado ao Benfica, num negócio que seria sempre difícil de concretizar-se, dado o valor que o holandês ganha no Barcelona.

*Notícia atualizada. Cillessen é holandês e não espanhol, como estava anteriormente escrito

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.