De acordo com a edição desta sexta-feira do jornal espanhol AS, o selecionador Hossam El-Badry decidiu dar a braçadeira de capitão ao avançado a Mohamed Salah, um gesto que não foi bem acolhido na opinião pública do Egito.

De acordo com vários meios de comunicação do país africano, têm sido muitas as vozes que têm feito pressão para que a braçadeira vá para Ahmed Fathi, lateral do Al-Ahly, que é considerado o melhor jogador do campeonato egípcio. Contudo, o selecionador não gostou desta imposição e ameaçou, inclusive, deixar a equipa, caso o presidente da federação não permita a nomeação de Salah.

Recorde-se que Salah foi criticado pelos adeptos depois da surpreendente eliminação do Campeonato Africano das Nações, diante do Botswana (0-1), nos oitavos de final.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.