Fikret Orman, presidente do Besiktas, falou sobre a saída de Ricardo Quaresma, que acabou por assinar pelo Kasimpasa, também do campeonato turco, não poupando críticas ao internacional português.

"Não falei com o Quaresma pessoalmente. Ele foi a casa do Serdar Adali [dirigente] e disse que a mulher não estava feliz em Istambul e que queria sair. Achei que tinha ofertas da Arábia. Ele quis terminar o contrato e concordámos", começou por dizer.

Depois, não deve ter recebido as ofertas que pensava e já queria ficar. Foi para estágio e disse ao treinador para o colocar a jogar para ver se recebia propostas. Ele é o tipo de jogador que não aceita bem quando fica de fora", esclareceu.

Recorde-se que Quaresma tinha acusado Fikret Orman de o afastar da equipa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.